Próximas apresentações e oficinas

2015

Belo Horizonte de 14 a 17 de maio
ESTREIA
- ZHU - CCBB 20:00hs

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Mário Nascimento encerra sua trilogia com "Nômade" - Helena Katz para o Estado de São Paulo.

foto Duda Las Casas / divulgação - na foto: Léo Garcia e Alicia Lynn Castro

A história da dança no Brasil está atada à atuação dos grupos, e a Cia. Mário Nascimento é um de seus bons exemplos. Continuando uma tradição que fez desses coletivos espaços de formação profissional, a companhia conjuga produção artística com o desenvolvimento de um jeito próprio de dançar. É a solidez desse percurso que poderá ser conferida hoje e amanhã, às 20h, no Teatro Sérgio Cardoso, em Nômade. O espetáculo já foi apresentado em Belo Horizonte, Aracaju, Recife, Mossoró, Natal e Rio de Janeiro.

A obra encerra uma trilogia iniciada quatro anos atrás com a remontagem de Escapada, a criação que inaugurou a companhia em 1998. Naquela primeira versão, Mário Nascimento e o músico Fábio Cardia, os fundadores da Cia MN, propunham uma reflexão sobre o desconforto com o lugar de origem. Em 2001, surgiu Território Nu, que explorava o desapego com o caminho escolhido, de modo a buscar a liberdade das transformações. Agora, o interesse está na possibilidade de cada um desenhar um percurso próprio que expanda suas limitações.

"Penso que se trata de um único trabalho, dividido em três partes. Cada uma delas foi indispensável para que pudéssemos chegar onde estamos agora em termos de movimento", conta Nascimento.

"Apresentar nosso trabalho nesta cidade sempre tem o gosto de uma volta, pois foi aqui que tudo começou. Minha história artística está muito ligada ao que acontecia no Centro Cultural São Paulo entre os anos 1980 e 1990, quando Marcos Bragato atuava lá como coordenador de dança e abria espaços para a produção que despontava", afirma.

Ele lembra também que foi aqui que fez a escolha profissional que mudou tudo em sua vida. Os anos 1990 haviam transformado Mário Nascimento em uma grife de muito sucesso entre as escolas que disputam os festivais competitivos de dança. Ganhador inveterado, havia conquistado um mercado que lhe garantia prestígio e estabilidade financeira. Tudo indicava que permaneceria na trilha em que havia se tornado uma celebridade.

Surpreendendo a todos, escolheu outro percurso. "Poderia ter seguido no caminho mais fácil, mas decidi começar a estudar muito para virar pesquisador e poder fazer uma outra dança. Hoje, estou muito consciente de que fiz a escolha certa, mesmo precisando lutar a cada dia para poder continuar nela, pois as condições de sobrevivência são duras".

Mário refere-se ao financiamento de sua companhia, iniciado em 2008 com a Petrobras, que está expirando."nunca estivemos tão sólidos e não vamos parar. O grupo aceita não ficar em nenhuma zona de conforto e me acompanha no processo de investigação permanente que faz parte de nosso dia a dia. Nômade, por exemplo, está sendo feito há mais de um ano e ainda não paramos de mexer na sua coreografia.

Parceria. A companhia tem 15 anos. Nasceu em São Paulo, mas em 2002 transferiu-se para Belo Horizonte: De lá para cá, vem mantendo o ritmo de uma nova produção a cada ano. O repertório foi construído pela continuidade da parceria entre Mário Nascimento e Fábio Cardia, e, nos últimos dez anos, passou a contar com a colaboração de Rosa Antuña.

"Ela está no melhor momento de sua carreira. Está livre dentro do espetáculo. Atua como eu fazia quando dançava sozinho, contando somente com o Fábio e sua música em cena", comenta Mário. "Nossa parceria ajuda a enfrentar essa sensação de beira de abismo de agora, e também a força do atual elenco, cuja qualidade é um estímulo e tanto para a certeza de que não pararemos. Vamos em frente, como sempre fizemos ao longo de nossos 15 anos de persistência".

NÔMADE - Teatro Sérgio Cardoso
Rua Rui Barbosa, 153, Bela Vista, 3288-0136
quarta e quinta, 20:00hs - ingressos 20,00 reais inteira e 10,00 reais meia.

Um comentário:

  1. Parabéns pelo excelente trabalho de vocês, assisti o Nômade, e achei simplesmente incrível, encantador.. enriquece a alma. Mais uma vez, Parabéns!

    ResponderExcluir