Próximas apresentações e oficinas - 2017:

Rio de Janeiro:
26 e 27 de agosto - ESTREIA: ESPELHO DA LUA no Festival Dança em Trânsito

Belo Horizonte:
23 de setembro, sábado - ESTREIA : ESPELHO DA LUA no Teatro Bradesco

Paris:
20 e 21 de outubro: ESPELHO DA LUA - Dança em Trânsito

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Elenco Masculino

Dalton Wallison

foto: Makely Ka



Fábio Costa

foto: Reyner Araujo

Estudou dança de rua, ginástica olímpica, dança contemporânea e circo.
Trabalhou no Grupo Gestus, de Araraquara, SP, dirigido por Gilsamara Moura, onde dançou coreografias de Mário Nascimento.
Trabalhou com Vanilton Lakka (danças urbanas), tendo feito uma circulação nacional e mundial com este trabalho.

Ingressa na Cia MN em julho de 2012, atuando em Escapada, Faladores e Território Nu e participando da criação de Parada 7 e Nômade.


Jorge Ferreira

foto: Marco Aurélio Prates





Mário Nascimento
foto: Marco Aurélio Prates

            Iniciou seus estudos no Brasil em 1978, formando-se em ballet clássico, dança moderna e jazz. Estudou com Toshie Kobayashi, Lenie Dale, Fred Benjamin, Redhá Bettenfour, Joyce Kermann e Tony Abbot. Em 1989 aprimorou-se em dança moderna e contemporânea na Europa.
Realizou estudos de artes marciais, atletismo e composição de ritmos musicais, que contribuíram para o desenvolvimento de sua própria técnica e linguagem.
Entre 95 e 96 foi assistente de direção e coreógrafo da Cisne Negro Cia de Dança ( São Paulo), dirigida por Hulda Bittencourt, onde criou as obras: "Sete por 7" e "Maracatu de Chico Rei". Em 97 foi convidado pelo centro coreográfico da comunidade franco-belga para ministrar aulas na Cia Charleroi dance de Bruxelas.
Recebeu o prêmio APCA em 1999 de Qualidade Artística pela obra “Arerê” e o APCA de Melhor Coreógrafo  por “Escapada”
Com a obra “Escapada”, em parceria com o músico Fábio Cardia, apresentou-se na Alemanha, recebendo destaque no Morgen Post de Hamburgo. Foi o início da Cia Mário Nascimento, que em 2002 estruturou-se em Belo Horizonte, MG, trazendo hoje em seu repertório “Escapada”, “Trovador”,” Escambo” ,” Do Ritmo ao Caos” , “Rebento” e “Faladores”.
Em 2004 recebeu o prêmio USIMINAS / SINPARC como  Melhor Coreógrafo pela obra “Escambo”.
Em 2005 foi convidado para coreografar no BALÉ DA CIDADE DE SÃO PAULO, onde criou as obras “Constanze” em comemoração aos 250 anos de Mozart a partir da sinfonia 41 Júpiter e  “Onde está o Norte?”  com estréias em 2006. Seguidamente coreografou  “Devir”  para o Ballet do Teatro Castro Alves, em Salvador. Em 2007 criou “Quimeras” para a Cia de Dança de Minas Gerais ( Palácio das Artes).
Ao longo de sua carreira, o coreógrafo vem sendo destacado nos principais jornais do país como O Estado de São Paulo , A Folha de São Paulo , Estado de Minas , Hoje em Dia , O Tempo , O Globo , Jornal do Brasil


Patrick Tico

Nenhum comentário:

Postar um comentário