ESTREIA 2017!

Belo Horizonte, MG:
23 de setembro, sábado - ESTREIA : ESPELHO DA LUA no Teatro Bradesco, às 20:00hs - ingressos 24,00 reais inteira e 12,00 meia, já à venda na bilheteria e no site do Teatro Bradesco.
Pedimos seu apoio na nossa divulgação confirmando sua presença no nosso evento do Facebook, compartilhando e convidando seus amigos!

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Release Território Nu e ficha técnica

Território Nu - Release

DURAÇÃO 55'
INDICAÇÃO ETÁRIA Livre



O corpo e a dança que este produz são pensados em termos de território, “área definida e caracterizada por relações de poder estão interligados” (Milton Santos), que por sua vez, expande seu escopo. Esta obra pretende ser uma metáfora da história do grupo em suas conquistas e embates neste ambiente político cultural inóspito e anêmico. A aquisição de formas próprias de fazer dança e que, ao longo do tempo, vão modelando o corpo são resultados de um processo coadaptativo no qual estão implicados.
“Os conceitos de território e territorialidade no sentido de espaço, área definida e caracterizado por relações de poder estão interligados. A noção de poder, domínio ou influência de vários agentes no espaço geográfico expressa a territorialidade, daí a afirmação ‘entrar em território alheio’ pode ser uma afronta. O Território é o espaço que sofre domínio desses agentes.”Milton Santos

O Território Nu pode ser definido como a forma com que indivíduos controlam um determinado espaço–território. Para conhecer o ambiente em que se vive e conquistar o seu espaço _ que pode ser caracterizado como físico ou interior_ temos que romper com o passado. Para conquistar um território é preciso se manter no presente. O Território Nu é pertencer aquilo que nos pertence, é um sentimento de exclusividade que prescindi a raça humana. É a luta e a preocupação com o destino e a construção de um possível futuro. Território Nu é desbravar caminhos insertos, superar obstáculos e conquistar espaços. O Território a ser conquistado pode estar dentro de você mesmo.Este trabalho é a própria história da Companhia Mário Nascimento, que vem conquistando seu espaço no universo da dança, experimentando, se arriscando e trilhando seu caminho próprio. Território Nu é caminho sem fim, é construir um lugar, é a ocupação, a fixação e a duração. É a angústia do fim. É voltar para um lugar que não se tem.



* Ficha Técnica:

Concepção e direção: Mário Nascimento
Coreografia: Mário Nascimento e elenco
Assistente de direção e de coreografia: Rosa Antuña
Trilha sonora: Fábio Cardia
Direção vocal : Bárbara Penido
Elenco: André Rosa, Brenda Melo, Eliatrice Gischewski, Léo Garcia, Rafael Bittar e Rosa Antuña
Professores e ensaiadores: Mário Nascimento e Rosa Antuña
Preparação teatral e vocal: Rosa Antuña
Fonte bibliográfica: Milton Santos (Geógrafo)
Produção: Luciana Lanza (Fulôres Produções)

Um comentário:

  1. Oi, eu e uns amigos fomos ver o espetáculo de vocês no Teatro Oi Futura Klauss Vianna, até tiramos uma foto com o grupo no final, não sei se vocês se lembraram. Enfim postamos no nosso blog um cometário sobre o espetáculo e também a foto que nos tiramos com vocês... se quiserem dar uma olhada segue o link abaixo.
    Abraços.

    http://filosofarte31a.blogspot.com/

    ResponderExcluir