Próximas apresentações e oficinas - 2017:

Rio de Janeiro:
26 e 27 de agosto - ESTREIA: ESPELHO DA LUA no Festival Dança em Trânsito

Belo Horizonte:
23 de setembro, sábado - ESTREIA : ESPELHO DA LUA no Teatro Bradesco

Paris:
20 e 21 de outubro: ESPELHO DA LUA - Dança em Trânsito

segunda-feira, 11 de maio de 2015

ZHU - estreia em Belo Horizonte de 14 a 17 de maio

Estreia ZHU no Centro Cultural Banco do Brasil, em Belo Horizonte! De 14 a 17 de maio, quinta a domingo, sempre às 20:00hs. Ingressos 10,00 e 5,00 reais.

foto : Ed Felix
“Z H U” – Patrocinada por O Boticário, Cia Mário Nascimento faz Estreia Nacional em Belo Horizonte no Centro Cultural Banco do Brasil

Comemorando seu novo patrocinador O Boticário, Mário Nascimento dirige o novo espetáculo da Cia MN, com 9 bailarinos em cena, trazendo o tema da resistência.
Resistir é fazer obstáculo. É opor-se a um movimento. É defender-se e não ser destruído ou decomposto por uma ação exterior.

Na mitologia grega há dois exemplos clássicos de resistência, nas primeiras obras da arte ocidental: Hércules e Ulisses, personagens típicos que resistiram às provações que lhes foram impostas pelos deuses.

Arte e filosofia são a resistência à superficialidade do mundo.

O mito da caverna e a teoria da reminiscência demonstram a resistência de Platão em aceitar o senso comum do mundo das sombras das cavernas.

Nesse sentido, por ser considerado um dos materiais mais resistentes e flexíveis da natureza, a Cia Mário Nascimento busca no bambu, a metáfora para o sentido de resistência, e também inspiração para as qualidades e possibilidades de movimento que serão desenvolvidas ao longo da obra. Zhu em chinês significa bambu.

Está presente no corpo dos bailarinos e em suas relações as qualidades de resistência, oposição, flexibilidade e aceitação. Além de Mário Nascimento e Rosa Antuña , em cena também estarão Fábio Costa, Eliatrice Gichewski, Alicia-Lynn, Patrick Tico, Cleison Lana e Camilla Oliveira.

Rosa Antuña fica responsável pelas vozes ao vivo que estarão presentes ao longo do trabalho.
A trilha sonora é do multiinstrumentista e parceiro há 17 anos da Cia MN, Fábio Cardia.

A Cia MN faz um agradecimento especial ao Studio It, que nos apoia oferecendo espaço para os ensaios.


Nenhum comentário:

Postar um comentário