ESTREIA 2017!

Belo Horizonte, MG:
23 de setembro, sábado - ESTREIA : ESPELHO DA LUA no Teatro Bradesco, às 20:00hs - ingressos 24,00 reais inteira e 12,00 meia, já à venda na bilheteria e no site do Teatro Bradesco.
Pedimos seu apoio na nossa divulgação confirmando sua presença no nosso evento do Facebook, compartilhando e convidando seus amigos!

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Poesia ESCAPADA

ESCAPADA - por Rosa Antuña

No princípio amava as pessoas.
Pensava que tudo seria certo e justo.
Até que houve a primeira partida;
a segunda, a terceira...
Sempre tinha alguém escapando de mim.

Nunca gostei das despedidas,
embora tenham sido necessárias.
A dúvida me trazia um aperto
e a certeza me segurava o choro.
Só choro quando estou só.
De preferência no escuro.
É quando não me seguro

e grito.

Da minha sorte tinha uma certeza:
nasci pra ficar sozinho.
Sem amor e sem carinho,
apenas um copo na mesa.

No princípio amava as pessoas.
Não pensava que tudo seria incerto e injusto.
E cada escapada doía tanto
que fui deixando o amor de lado.
O amor foi ficando sem jeito
e o coração batendo calado no meu peito
foi construindo um muro
- bem duro -
de pedra e aço,
que arrebentava qualquer laço
ou tentativa de abraço.
Que não deixava ninguém entrar
e que não me deixava sair.

Foi quando parei de sentir
e fiquei assim, anestesiado.
Um homem vivo com o olhar parado.
Não sentia dor, não sentia amor.
Tentei escapar da vida.

Mas não consegui escapar de mim.



Rosa Antuña em Escapada - foto: Cláudio Etges

5 comentários:

  1. Essa poesia foi feita pra mim, quando a ouvi pela primeira vez corri pra internet pra encontrá-la na integra. Precisava ler e ouvir de novo, ter certeza que falava da minha vida e de como eu construía ( ou destruía) os meus sentimentos. Só após meses a encontrei e digo que nunca uma poesia me tocou tanto quanto está. Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Muito boa a apresentação de vcs, tive o prazer de ver vcs aqui em Mossoró, espero que continuem com esse trabalho maravilhoso, gosto muito da dança com expressão, vcs passam uma mensagem muito bonita e triste ao mesmo tempo. Estão de Parabens!

    ResponderExcluir
  3. Lindo poema, Rosa! Lindo espetáculo, linda cia! Adorei conhecer o trabalho de vocês! Voltem sempre à esta terra quente! :)

    Abraços! Axé!

    Camila Paula (Cia Escarcéu de Teatro)

    ResponderExcluir
  4. Linda poesia Rosa, é o nosso mundo contemporâneo somos nós.

    ResponderExcluir